Pesquisar

A missão

Deus sempre escolhe e envia pessoas em missão, mas que missão?

Na 1ª leitura (Am 7,12-15), temos o profeta Amós. Após a morte de Salomão, o reino por ele deixado dividiu-se em dois: Israel ao Norte e Judá ao Sul. No Reino do Norte, a prosperidade das classes favorecidas contrastava com a miséria das classes baixas. O Rei, para se firmar no poder, manipulou a própria religião. Nesse ambiente, Amós, natural do Sul, é enviado a profetizar no Norte, para denunciar as injustiças cometidas pelo rei e pelas classes dominantes.

A 2ª leitura (Ef 1,3-14) é um hino que exalta o Plano de Deus: Deus nos escolheu antes da criação do mundo e nos predestinou a sermos seus filhos adotivos, em Cristo.

No Evangelho (Mc 6, 7-13), temos a Missão dos Apóstolos: Jesus chama os 12 e os envia dois a dois. “Os doze” representam a totalidade do Povo de Deus; “dois a dois” lembra que a evangelização é feita em nome da Comunidade. Jesus dá algumas recomendações, válidas aos discípulos de todos os tempos: libertar as pessoas de tudo aquilo que se opõe à vida e à dignidade humana. Colocou também algumas exigências: dos Apóstolos, sobriedade e despojamento dos bens e seguranças humanas. Dos destinatários, hospitalidade e acolhida, aceitar a Palavra de Deus, acolher o Enviado de Deus e prover às suas necessidades.

Cristo continua chamando. A Igreja nos convida a evangelizar. Você se sente chamado (a)? Deus espera uma resposta generosa ao seu chamado.

Bom domingo!
Deus te abençoe +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

plugins premium WordPress